Pesquisar este blog

quarta-feira, 31 de julho de 2013

GRITO SKATE 2 - PARATY / RJ - 03/08/2013

NO DIA 03 DE AGOSTO DE 2013, VAI ACONTECER UM FESTIVAL DE CULTURAS NO MUNICÍPIO DE PARATY, NO SUL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. ISSO PORQUE VAI ACONTECER O GRITO SKATE 2. MAS NÃO VAI ROLAR SÓ SKATE. VAI TER SLACKLINE, BASQUETE DE RUA, BANDAS DE ROCK. COM RUA FECHADA PARA A POPULAÇÃO DA CIDADE E DE MUNICÍPIOS VIZINHOS CURTIREM COM MAIOR SEGURANÇA.
 
DIA 03/08/2013
HORÁRIO: 13 HORAS.
LOCAL: ELIPSE CULTURAL
ENDEREÇO: RUA DO AEROPORTO, S/Nº - PORTÃO DE FERRO 2 - PARATY.






quinta-feira, 25 de julho de 2013

18º RODA CULTURAL DO ENGENHO DO MATO - NITEROI / RJ - 28/07/2013

18º RODA CULTURAL DO ENGENHO DO MATO
NITEROI / RJ
DIA 28 DE JULHO DE 2013
HORÁRIO: 17 HORAS
LOCAL: PRAÇA IRÊNIO DE MATTOS PEREIRA
 
Praça Irênio de Mattos Pereira (Praça do Engenho do Mato). Encontro da Rua Irene Lopes Sodré com a Estrada do Engenho do Mato, em frente ao Ciep 448 - Rui Frazão Soares, Niterói.
 

 
Domingo estamos de volta, prontos pra mais uma ocupação cultural na Praça do Engenho do Mato!! Desta vez em parceria com o projeto ARTE NA RUA, vamos ter:
 
 - CINEMA
 - SHOW
 - BATALHA DE TEMA / FREESTYLE COM APRESENTAÇÃO DE RICARDO RATTO.
 - POCKET SHOW COM LUCAS ANGELETTI.
 - BIBLIOTECA COMUNITÁRIA MÓVEL (troca e distribuição de livros adultos e infantis).
 - ATO EM DEFESA DA ESCOLA PÚBLICA.
 
 

segunda-feira, 22 de julho de 2013

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: TOPÔNIMOS E SEUS SIGNIFICADOS


PRINCIPAIS TOPÔNIMOS INDÍGENAS DA BAÍA DA ILHA GRANDE E SEUS SIGNIFICADOS:

ACAIÁ = O CAJÁ

ARAÇATIBA = O SÍTIO (OU LUGAR) DOS ARAÇÁS

ARIRÓ = PALMAS DO AIRI (QUE É UM TIPO DE PALMEIRA)

BOCAINA = O JORRO D´ÁGUA QUE ESGUICHA

BRACUHY = MADEIRA DE PÓ (NOME DE UMA ÁRVORE USADA PELOS ÍNDIOS PARA FAZER JOGO)

CAIRUÇÚ = O TERREIRO GRANDE

CAMORIM = O ROBALO

CAPUTERA = O INTERIOR DA MATA

GARATUCAIA = O CERCADO DOS ACARÁS

CATAGUÁS = OS MORADORES DO MATO

CUNHAMBEBE = A LÍNGUA QUE SE MOVE RASTEIRA OU O HOMEM DE FALA MANSA

GIPÓIA – A JIBOIA (ERA A COBRA D´ÁGUA PARA OS ÍNDIOS)

GUARATIBA = O SÍTIO DAS GARÇAS

GRATAÚ = O RIO DOS CARAGUATÁS. DE GRATA (CARAGUATÁ) E Ú (RIO)

IBICUÍ = A AREIA FINA

IPAUM GUAÇU = ILHA GRANDE. IPAUM (ILHA) GUAÇU (GRANDE)

ITACURUÇÁ = A CRUZ DE PEDRA

ITAGUAÍ = O RIO DOS BARREIROS

ITAORNA = A PEDRA QUE SE ESFARELA

ITAPINHOACANGA = CABEÇA DE NEGRO (COMO BRASILEIRÍSSIMO, PODE SIGNIFICAR CONCENTRAÇÃO DE MINÉRIO DE FERRO À SUPERFÍCIE DO SOLO).

ITAPIRAPUÃ = A PEDRA REDONDA EMPINADA (PODE SIGNIFICAR TAMBÉM: A PEDRA DA BALEIA)

JACAREÍ = O RIO DOS JACARÉS

JACUECANGA = A CABEÇA DO JACU

JAGUANUM = PARECIDO COM A ONÇA OU PARENTE DA MESMA

JAPUÍBA = O SÍTIO DOS JAPUS

JOATINGA = O JUÁ BRANCO

JURUBAÍBA = A ENTRADA DIFICULTADA

JURUMIRIM = A BOCA (OU BARRA) ESTREITA

JUÇARAL = O SÍTIO DAS JUÇARAS

MONSUABA = ONDE SE PRODUZ TERRA AMARELA

MAMBUCABA = A ABERTURA, A PASSAGEM

MANGARATIBA = O SÍTIO DOS MANGARÁS

MARAMBAIA = O CERCO DO MAR, A RESTINGA

PEREQUE AÇU = ERA O NOME PRIMITIVO DO RIO PEREQUÊ, QUE MAIS TARDE PASSOU A DESIGNAR A VILA.

PROVETÁ = MUITOS PEDREGULHOS

SAPINHATUBA = O SÍTIO DAS SAPINHOÃS (OU DOS MARISCOS)

quinta-feira, 18 de julho de 2013

72º RODA CULTURAL DO CDC - PETRÓPOLIS / RJ - 18/07/2013

DIA 18/07/2013
19 HORAS
CENTRO CULTURAL RAUL DE LEONI
PETRÓPOLIS / RJ

CAMPANHA DO AGASALHO DA RODA DO CDC, que já segue no seu segundo ano de campanha durante o inverno. O objetivo é arrecadar doações de agasalhos (em boas condições) para serem entregues aos moradores de rua (que sabemos que são muitos na nossa cidade imperial). Daqui em diante vamos receber as doações em todas as edições da Roda, contamos com a colaboração de toda a família consciente RODA DO CDC! ESSAS DOAÇÕES SÃO DE EXTREMA IMPORTÂNCIA.

MCS CHEGUEM CEDO PARA GARANTIR SEU NOME NA BATALHA
POETAS, INSTRUMENTISTAS E ARTISTAS DE MALABARES, CIRCO CHEGUEM CEDO PARA NÓS ORGANIZARMOS SUAS APRESENTAÇÕES DURANTE A RODA.

(A Roda acontecerá no Gramado do Centro de Cultura, SERÁ REALIZADO NO CORETO EM CASO DE CHUVA.)

LINE UP:
- Batalhas de Sangue e muito Freestyle
- Instrumentos
- Poesias

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: ARTESANATO (FOTOS)

FOTOS: THIAGO DE MORAIS.








CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: MÚSICA E DANÇAS

MÚSICAS E DANÇAS
O primeiro canto sagrado foi entoado pela deusa dos Guarani Nande Jarí (nossa avó). Com isso ela salvou a terra de perdição, porque Nande Ramoi Jusu Papa (nosso grande avô eterno) que criou a Terra, quase chegou destruir sua própria criação por um desentendimento com a mulher. Ele estava com profunda raiva, por ciúmes dos homens ocupando a terra. Mas ele foi sendo impedido por Nande Jari com a entoação do primeiro canto sagrado realizado sobre a terra, tomando como acompanhamento o takuapu: instrumento feminino, feito de taquara, com, aproximadamente, 1,10m, que é golpeado no solo produzindo um som surdo que acompanha o mbaraka masculino, espécie de chocalho de cabaça e sementes específicas.
O povo guarani é muito religioso e conhece muitas atividades religiosas. Dependendo da situação e das circunstâncias (falta ou excesso de chuva, durante a coleta, etc.), os rituais são realizados cotidianamente, na maioria das vezes no início da noite. Os nanderu, lideranças religiosas, conduzem esses rituais. O nanderu começa a cantar o “canto grande”, um texto que ninguém pode interromper. A comunidade repete cada frase, acompanhada pelo takuapu e mbaraka.
As letras e, principalmente, os instrumentos tem o papel de chamar os deuses. Os deuses respondem com o envio de seus mensageiros (tembiguáis kuéra), que vem assistir aos cantos e as danças e retornam para informar que os habitantes da terra estão alegres. Quando tem relâmpago e trovão durante os rituais, é sinal que os mensageiros estão presentes.
“... A terra sem males, essa é a terra boa. Essa é a terra áurea e perfeita. Chegamos lá mediante ao vôo Ali também se dança...”
“Ensina-nos a atravessar para o outro lado do oceano
Nosso Pai, ensina como chegar a sua morada.
Nosso Pai, ensina a atravessarpara o outro lado do oceano...”
 
(CANTOS GUARANIS)

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: ORGANIZAÇÃO SOCIAL, POLÍTICA E RELIGIOSA

ORGANIZAÇÃO SOCIAL, POLÍTICA E RELIGIOSA
Os lugares onde os Guarani formam seus assentamentos familiares são identificados como Tekoa. Conforme tradução de Montoya (1640), Tekoa significa “modo de ser, de estar, sistema, lei, cultura, norma, comportamento, costumes.” Tekoa seria o lugar onde existem as condições de exercer o “modo de ser” guarani.
Entre os Mbya, a liderança espiritual é exercida pelo Tamoi (avô, genérico) e seus auxiliares (yvyraija), podendo ser exercida também por mulheres Kunhã Karai. Atualmente, cada comunidade tem um chefe político, o CACIQUE, ao qual estão subordinados jovens lideranças para intermediar nas relações entre a comunidade indígena e os representantes do Estado e vários setores da sociedade civil. Até meados da década de 1990 era comum, entre os Mbya, o líder espiritual e religioso exercer também a chefia política na comunidade. Em períodos de muitas atribulações decorrentes do contato, como ocorre atualmente, esta prática é impossível, pois o líder espiritual precisa ser preservado.

terça-feira, 16 de julho de 2013

FESTIVAL VALE DO CAFÉ - RJ


11º FESTIVAL VALE DO CAFÉ, RJ
De 16 a 28 de julho de 2013
Direção artística: Turíbio Santos
Seleção de eventos de música clássica
Ingressos: R$ 80


Programação nas fazendas

19/11h00 Eudóxia de Barros – piano. Mozart – Sonata K 332; Chopin – Polonesa op. 44; Liszt – Rapsódia nº 6; Osvaldo Lacerda – Sonata para cravo ou piano; Nazareth – Odeón e Apanhei-te, cavaquinho; e Lorenzo Fernandez – Jongo. Fazenda Florença – Estrada da Cachoeira, 1560 – Conservatória – Valença.
19/16h00 Cristina Braga – harpa. Músicas de Vinicius de Moraes. Fazenda São João da Prosperidade – Estrada Barra do Piraí – Ipiabas – Km 7 – Barra do Piraí.
20/11h00 Carol McDavit soprano e convidados. Obras de Verdi. Fazenda Cachoeira do Mato Dentro – Rodovia BR 393, Km 228 – Vassouras.
21/11h00 Turíbio Santos – violão e convidados. Fazenda Cananeia – Estrada da Cananeia, 1930 – BR 393, Km 22 – Vassouras.
21/16h00 Leo Gandelman – saxofone e Eduardo Farias – trombone. Obras de Nazareth. Fazenda São Luiz da Boa Sorte – Rodovia Lúcio Meira (BR 393), Km 210 – Vassouras.
26/11h00 Ricardo Amado – violino e Nilko Andreas – violão. Obras de Paganini. Fazenda do Paraizo – Estrada Rio das Flores-Paraibuna, Km 9,3 – Rio das Flores.
26/16h00 Angelica De La Riva – soprano. Obras de Verdi. Fazenda da União – Estrada do Abarracamento, Km 3,5 – Rio das Flores.
28/11h00 Ulisses Rocha – violão e Renato Martins – vaso de barro. Fazenda Santa Eufrásia – Rodovia BR 393, Km 242 – Trechos Vassouras-Barra do Piraí.
28/16h00 José Staneck Quarteto. Obras de Vinicius de Moraes e outros. Fazenda Taquara – Estrada RJ-145, Bevedere – Barra do Piraí, 600, Km 400.
 


Programação em igrejas, centros culturais e praças públicas

18/18h00 Octeto de Metais do Projeto Música nas Escolas. Igreja São Sebastião – Visconde de Mauá. Reapresentação dia 22 às 19h no Centro Cultural Professor Antonio Pacheco Leão – Rio das Flores – Tel. (24) 2458 1271 e dia 28 às 11h Igreja Nossa Senhora da Conceição – Sacra Família – Engenheiro Paulo de Frontim – Praça da Matriz, s/nº.
18/19h00 Orquestra Sinfônica de Barra Mansa. Participação: João Bosco. Teatro Presidente Medici – AMAN – Rodovia Presidente Dutra, Km 306 – Resende. Reapresentação dia 19 às 19h na Praça São Sebastião – Três Rios; dia 20 às 20h na Praça Beira Rio – Barra Mansa e dia 24 às 20h na Praça de Sant’Anna – Barra de Piraí.
21/18h00 Quarteto de Cordas do Projeto Música nas Escolas. Igreja Nossa Senhora da Conceição – Paty dos Alferes – Tel. (24) 2485-1037.
22/12h00 Recital de alunos. Palacete Barão do Ribeirão – Vassouras – Rua Barão das Vassouras, s/nº. Reapresentação dias 23, 24, 25 e 26 às 12h.
23/20h00 Turíbio Santos – violão e Irmãos Gaúchos. Igreja São Benedito – Barra de Piraí – Tel. (24) 2431-5115.
23/20h00 Companhia Ópera Carioca. Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição – Vassouras – Tel. (24) 2471-1618.
24/20h00 Grupo Suzuki Tropical. Praça Barão de Campo Belo – Vassouras.
25/19h00 Recital de alunos e professores. Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceiçao – Vassouras – Tel. (24)2471-1618.
25/19h00 Léo Ortiz e Pequenos Mozarts. Praça Teixeira Campos – Pinheiral.
26/21h00 Orquestra de alunos e professores do Festival. Praça Barão de Campo Belo – Vassouras

Espetáculos em Praças Públicas

16 de julho – Terça-feira

Leila Pinheiro – Voz e Piano
Horário: 20h
Local: Catedral Nossa Senhora da Glória – Co-Realização SESC
Município: Valença

17 de julho – Quarta-feira

Leila Pinheiro – Eu canto samba
Horário: 11h
Local: Praça Brasil – Co-Realização SESC
Município: Volta Redonda
Octeto de Metais – Projeto Música nas Escolas
Horário: 18h
Local: Igreja São Sebastião
Município: Visconde de Mauá

18 de julho – Quinta-feira

Orquestra Sinfônica de Barra Mansa – Solista João Bosco
Horário: 19:30h
Local: Teatro da AMAN
Município: Resende

19 de julho – Sexta-feira

Orquestra Sinfônica de Barra Mansa – Solista João Bosco
Horário: 20h
Local: Praça São Sebastião – Co-Realização SESC
Município: Três Rios

20 de julho – Sábado

Orquestra Sinfônica de Barra Mansa – Solista João Bosco
Horário: 20h
Local: Parque da Cidade – Co-Realização SESC
Município: Barra Mansa

21 de julho – Domingo

Quarteto de Cordas – Projeto Música nas Escolas
Horário: 18h
Local: Igreja Nossa Senhora da Conceição
Município: Paty do Alferes

22 de julho – Segunda-feira

Recital de Alunos
Horário: 11:30h
Local: Palacete Barão do Ribeirão
Município: Vassouras
Café Musical
Horário: 17h
Local: Casa de Cultura de Vassouras
Município: Vassouras
Octeto de Metais – Projeto Música nas Escolas
Horário: 19h
Local: Centro Cultural Professor Antonio Pacheco Leão
Município: Rio das Flores

23 de julho – Terça-feira

Recital de Alunos
Horário: 11:30h
Local: Palacete Barão do Ribeirão
Município: Vassouras
Aulas ao ar livre – Violino
Horário: 14h
Local: Casa da Hera
Município: Vassouras
Café Musical
Horário: 17h
Local: Casa de Cultura de Vassouras
Município: Vassouras
Turibio Santos e Edu Krieger – Violão Companheirão
Horário: 20h
Local: Igreja São Benedito – Co-Realização SESC
Município: Município de Barra do Piraí

24 de julho – Quarta-feira

Recital de Alunos
Horário: 11:30h
Local: Palacete Barão do Ribeirão
Município: Vassouras
Bia Bedran
Horário: 17h
Local: Praça Barão de Campo Belo
Município: Vassouras
Suzuki Tropical
Horário: 20h
Local: Praça Barão de Campo Belo
Município: Vassouras
Orquestra Sinfônica de Barra Mansa – solista João Bosco
Horário: 20h
Local: Praça de Sant’Anna
Município: Piraí

25 de julho – Quinta-feira

Recital de Alunos
Horário: 11:30h
Local: Palacete Barão do Ribeirão
Município: Vassouras
Café Musical
Horário: 17h
Local: Casa de Cultura de Vassouras
Município: Vassouras
Apresentação de Professores e Alunos do Festival
Horário: 19h
Local: Igreja da Matriz Nossa Senhora da Conceição
Município: Vassouras
Pequenos Mozarts – solista Leo Ortiz – Direção Artística Suray Soren
Horário: 19h
Local: Praça Teixeira Campos
Município: Pinheiral

26 de julho – Sexta-feira

Recital de Alunos
Horário: 11:30h
Local: Palacete Barão do Ribeirão
Município: Vassouras
Aula ao ar livre – Musicalização
Horário: 16h
Local: Coreto – Praça Barão de Campo Belo
Município: Vassouras
Orquestra de Alunos e Professores do Festival
Horário: 20:30h
Local: Praça Barão de Campo Belo
Município: Vassouras
Leila Pinheiro – Voz e Piano
Horário: 22h
Local: Praça João XXIII – Co-Realização SESC
Município: Miguel Pereira

27 de julho – Sábado

Grupo de Choro Dito e seus amigos
Horário: 18h
Local: Teatro de São Pedro e São Paulo
Município: Paracambi
João Bosco
Horário: 21h
Local: Praça Barão de Campo Belo – Co-Realização SESC
Município: Vassouras

28 de julho – Domingo

Octeto de Metais – Projeto Música nas Escolas
Horário: 11h
Local: Igreja N.S da Conceição – Sacra Família
Município: Engenheiro Paulo de Frontin
Grupo de Choro Dito e seus amigos
Horário: 12h
Local: Praça Dr. João Nery
Município: Mendes

Café Cultural O Globo

19 de julho – Sexta-feira

Inverno Espanhol – Aula degustação com o Chef Jan Santos do Restaurante Entretapas
Receitas: Receitas de Fabada e Feijoada Espanhola para dar sabor ao clima do Festival
Horário: 19h
Local: Casa Cultural de Vassouras
Município: Vassouras

20 de julho – Sábado

O Café Temperando os Drinks – Aula degustação com o Barman Waldeck Rocha do Espaço Lagoon
Receitas: Seleção de combinações do café com bebidas que compõem os drinks clássicos
Horário: 19h
Local: Casa Cultural de Vassouras
Município: Vassouras

26 de julho – Sexta-feira

Batuque na Cozinha – Aula degustação com a Chef Isis Rangel do Restaurante Siri Mole
Receitas: Combinação de temperos para uma inusitada receita baiana
Horário: 19h
Local: Casa Cultural de Vassouras
Município: Vassouras

27 de julho – Sexta-feira

Comidas Lá de Casa – Aula Degustação com a Chef Katia Barbosa do Restaurante Aconchego Carioca
Receitas: Receita para doces momentos com a tapioca, doce de leite e aromas de café
Horário: 19h
Local: Casa Cultural de Vassouras
Município: Vassouras

Tradições Populares do Vale

20 de julho – Sábado

Tradições Populares do Vale
Horário: 20h
Concentração: Memorial Manuel Congo
Destino: Praça Barão de Campo Belo
Município: Vassouras

27 de julho – Sábado

Tradições Populares do Vale
Horário: 10h
Local: Praça da Preguiça
Município: Pirai

Programação Paralela

17 de julho – Quarta-feira

Exposição “Resende: Berço do Café Fluminense”
Horário: 19h
Local: Espaço Z – Programação Prefeitura de Resende
Município: Resende
Palestra Celina Whately
Horário: 19h
Local: Espaço Z – Programação Prefeitura de Resende
Município: Resende
Concerto Tiago Zaidan
Horário: 20h
Local: Espaço Z – Programação Prefeitura de Resende
Município: Resende

19 de julho – Sexta-feira

Café literário e musical – Lançamento de livros sobre Eufrasia Teixeira Leite
Livro “A Mulher e a Casa” um romance de Eneida Quadros Queiroz
Livro “As aventuras e Eufrasia” um romance infanto-juvenil de Juliana Henriques
Show “Uma viagem musical” de Juliana Maia
Horário: 15h
Local: Museu Casa da Hera
Município: Vassouras
Maria Gabriela Gimenes e Mirian Pires – Flauta Transversa e Piano
Horário: 19h
Local: Praça Roger Malhardes – Programação Prefeitura de Eng. Paulo de Frontin
Município: Eng. Paulo de Frontin
André Medeiros
Horário: 22h
Local: Praça Barão de Campo Belo – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras

20 de julho – Sábado

Tradições Populares do Vale
Horário: 20h
Local: Concentração no Memorial Manuel Congo de onde segue para a Praça Barão de Campo Belo – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras

21 de julho – Domingo

Escola Estadual de Dança Maria Olenewa- Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Cia. de Dança Ziza Mendes apresenta “Anjos e Demônios”
Horário: 19h
Local: Praça Barão de Campo Belo – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras

22 de julho – Segunda-feira

Banda Alecrim
Horário: 20h
Local: Praça Barão de Campo Belo – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras

23 de julho – Terça-feira

Companhia Ópera Carioca
Horário: 20h
Local: Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras

24 de julho – Quarta-feira

Coral do Visconde
Horário: 19h
Local: Igreja do Rosário – Programação Prefeitura de Resende
Município: Resende

25 de julho – Quinta-feira

Grupo Caindo no Choro – Fátima Natividade e amigos
Horário: 22h
Local: Praça Barão de Campo Belo – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras

26 de julho – Sexta-feira

Aperesentação da Esquete “Decadance avec Elegance” e da Esquete “As Casadas Solteiras” da Cia. Multiplicatores
Horário: 14h
Local: Em frente a Câmara Municipal de Vassouras – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras
Apresentação da Esquete “Vida X Vinicius” da Eu Gênio Produções Artísticas
Horário: 18h
Local: Em frente ao Espaço Cultural Casario Shopping – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras
Jongo de Pinheiral
Horário: 19h
Local: Praça Teixeira Campos – Programação Prefeitura de Pinheiral
Município: Pinheiral
Grupo de Chorinho “Passagem de Nível”
Horário: 20h
Local: Praça Teixeira Campos – Programação Prefeitura de Pinheiral
Município: Pinheiral
Nando Martins – Voz e Violão – Clássicos da MPB
Horário: 22h
Local: Praça Teixeira Campos – Programação Prefeitura de Pinheiral
Município: Pinheiral

27 de julho – Sábado

Apresentação da Esquete “Vida X Vinicius” da Eu Gênio Produções Artísticas
Horário: 14h
Local: Em frente a Câmara Municipal de Vassouras – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras
Apresentação da Esquete “O Canto das Nações” da Cia. Bella Atores
Horário: 18h
Local: Em frente ao Espaço Cultural Casario Shopping – Programação Prefeitura de Vassouras em parceria com a Universidade Severino Sombra
Município: Vassouras
Grupo de Chorinho “Quinteto Vera Cruz”
Horário: 20h
Local: Praça Teixeira Campos – Programação Prefeitura de Pinheiral
Município: Pinheiral
Grupo “Conselho de Classe”
Horário: 22h
Local: Praça Teixeira Campos – Programação Prefeitura de Pinheiral
Município: Pinheiral

28 de julho – Domingo

Programação Infantil
Horário: 15h
Local: Praça Teixeira Campos – Programação Prefeitura de Pinheiral
Município: Pinheiral

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: GUERRA - TÉCNICA XONDARO

GUERRA
Os índios guaranis possuem uma interessante técnica de luta desconhecida pela maioria dos brasileiros, até mesmo pelos adeptos das artes marciais. Ela se denomina XONDARO (pronuncia-se xondáro) e curiosamente lembra aspectos das práticas orientais, como ênfase no equilíbrio, gestos baseados nos movimentos de animais e a atitude de “desviar-se” – preferindo não se contrapor ao oponente, deixando-o gastar suas energias.

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: A MORTE


MORTE
Diante da morte, o Guarani tem 3 atitudes: um grande medo dos falecidos, uma conformidade perante a morte e um profundo desejo de chegar à Terra sem males. Esse medo da morte, que ao mesmo tempo se mistura a um desejo de alcançá-la, pode parecer contraditório, mas o é, apenas aparente. O medo que tem, não é da morte, mas do falecido, ou melhor, da alma que saiu do corpo, a anguêry.
Segundo o Guarani, temos 3 almas: a nhe’enguê ou nhe’em, a alma boa, espiritual, que vai para o Além quando a pessoa morre, não afetando os vivos; a anguêry, a alma animal, responsável pelas más inclinações e que fica na Terra por um tempo depois da morte, assombrando os vivos; a avyu-kuê, a sombra, uma cópia imperfeita da pessoa, permanecendo nos ares e não incomodando ninguém. A doença é a ausência temporária da nhe’em, da alma boa. A morte é a saída definitiva dessa alma. O sonho é a saída nhe’em para esse outro mundo.
Por isso, os sonhos têm tanta credibilidade, pois são como a mensagem que a alma recebeu dos outros espíritos. Após a morte, a alma boa sai imediatamente, enquanto a alma animal fica vagando próximo ao cemitério por longo tempo, podendo causar mal as pessoas. Por isso, os cemitérios e as antigas aldeias, onde há pessoas enterradas, devem ser evitados, pois são locais onde esses espíritos estão presentes. O lugar onde ocorreu uma morte súbita ou violenta é temido, porque o nhe’em do falecido fica vagando por ali, pois não teve tempo para se preparar para sair do corpo.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: ERVAS MEDICINAIS

OS INDÍGENAS UTILIZAM DE MUITAS ERVAS PARA TRATAMENTO DE DOENÇAS OU NOS ALIMENTOS. CONHEÇA ALGUMAS DELAS:
 
FOTOS: THIAGO DE MORAIS.










 






 
FOTOS: THIAGO DE MORAIS

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ: FÉ


Os Karaí (Opy´guá ou senhor da Opy) – pajás rezadores médicos embiás – são carregados de curar com as plantas medicinais, influenciar o clima, adivinhar o futuro, propiciar boas caçadas e colheitas, dirigir cantos e danças rituais e descobrir o nome-espírito sagrado das crianças pequenas. Sua função mais importante seria o relato dos mitos da criação, aos quais também se atribuem poder curativo. Existem, entre eles, divisões de acordo a sua idade, experiência e conhecimento: no entanto, estas não são propriamente hierárquicas, mas sim formas de classificações sócio-cosmológicas que lhes são próprias.
A casa de Reza (Opy) ocupa lugar de destaque, convergindo para ela todas as atividades significativas da aldeia. No seu interior, cuja vedação é completa para impedir a entrada de espíritos indesejáveis, os Guaranis ouvem as belas palavras (porahel) proferidas pelos xamãs e realizam os rituais funerários, de cura, e do batismo do milho. É no pátio, em frente a opy, que se realizam as reuniões de deliberação da comunidade e o xandorê, dança lúdica guarani, quando todos brincam ao som do violão e da rebeca.
Os Guaranis acreditam em uma terra sem males uma espécie de paraíso que pode ser alcançado em vida caso sigam os costumes ditados pelo pajé e pelo cacique.

CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ - MATERNIDADE


MATERNIDADE

Neste caso, a placenta é enterrada no local, de preferência sob o fogão, por ter sido morada do feto que possuía alma divina, não pode ser desprezada ou ingerida por animais. A parteira corta o cordão umbilical, que é a união com Nhanderú (nosso pai), que se perpetua ao ocorrer o nascimento, com ajuda de uma lasca de bambu (takuára); utiliza-se da tesoura (arruína). Para que o umbigo seque com mais rapidez, colocam-se cinza como secante; os mbya a conseguem com a queima de coquinhos de pindó; os kayová e ñandéva queimam o estrume de cavalo ou sabugo de milho. (PACIORNIK, 1981; SCHADEN, 1974; LÓPEZ, 2000).

INDÍGENAS DE ANGRA DOS REIS / RJ - CULINÁRIA E CASAMENTO


CULTURA INDÍGENA DE ANGRA DOS REIS / RJ


INDÍGENAS DE ANGRA DOS REIS

Em Angra dos Reis, município do sul do Estado do Rio de Janeiro, fazendo parte da Costa Verde, possui uma aldeia indígena guarani, no bairro Bracuí. Essa tribo possui seus costumes e culturas, conforme descrevo abaixo:

CAÇA E PESCA

A caça e a captura de animais fazem parte das atividades cotidianas do guarani. Eles usam vários tipos de arapuca chamadas mondeu e também em algumas armas dos brancos. Em conseqüência dos contatos culturais, a técnica de fabricar armas tradicionais passou a ser uma atividade comercial. Para a pesca eles usam técnicas de parí ou mondeu para peixe.

(Liliana González Rojas)

domingo, 14 de julho de 2013

INDÍGENAS DE ANGRA DOS REIS

A PARTIR DE AMANHÃ, NO BLOG TMN CULTURA, VOCÊ VAI CONHECER SOBRE OS ÍNDIOS DE ANGRA DOS REIS, NO LITORAL SUL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
VAMOS CONHECER UM POUCO SOBRE CUNHAMBEBE.
EM ANGRA DOS REIS EXISTE UMA TRIBO INDÍGENA, LOCALIZADA NO BAIRRO BRACUÍ.
FIQUEM LIGADOS E CONHEÇAM MAIS SOBRE A CULTURA BRASILEIRA.
 
 

quarta-feira, 3 de julho de 2013

70º RODA CULTURAL DO CDC - PETRÓPOLIS / RJ - 04/07/2013

DIA 04 DE JULHO DE 2013 (QUINTA-FEIRA)
 
LOCAL: CENTRO DE CULTURA RAUL DE LEONI
PETRÓPOLIS / RJ
 
HORÁRIO: 19 HORAS
 
Mais uma edição da nossa linda Roda Cultural, no mesmo esquema, do mesmo jeito pesado.

CAMPANHA DO AGASALHO DA RODA DO CDC, que já segue no seu segundo ano de campanha durante o inverno. O objetivo é arrecadar doações de agasalhos (em boas condições) para serem entregues aos moradores de rua (que sabemos que são muitos na nossa cidade imperial). Daqui em diante vamos receber as doações em todas as edições da Roda, contamos com a colaboração de toda a família consciente RODA DO CDC! ESSAS DOAÇÕES SÃO DE EXT
REMA IMPORTÂNCIA.

OBS:
 
A ORGANIZAÇÃO DO EVENTO PEDE QUE:
MCS CHEGUEM CEDO PARA GARANTIR SEU NOME NA BATALHA.

POETAS, INSTRUMENTISTAS E ARTISTAS DE MALABARES, CIRCO CHEGUEM CEDO PARA NÓS ORGANIZARMOS SUAS APRESENTAÇÕES DURANTE A RODA.

(A Roda acontecerá no Gramado do Centro de Cultura, SERÁ REALIZADO NO CORETO EM CASO DE CHUVA.)

LINE UP:
- Batalhas de Sangue e muito Freestyle
- Instrumentos
- Poesias.